2018 foi o ano da energia solar. Seu crescimento foi expressivo em todo o Brasil. Muitos optaram por ela para diminuir os impactos da conta de luz no bolso do consumidor.

E um exemplo de quem optou por energia solar foram os produtores rurais, que encontraram nessa alternativa uma forma de economizar até 90% do consumo de energia.

Energia precária no campo

As contas altas de luz e a energia precária no campo, fizeram com que muitos produtores rurais optassem pela energia solar. Mesmo pagando alto pela luz, a qualidade não é boa em muitos locais do interior. É comum em muitos regiões a queda constante, e isso acaba afetando até mesmo o trabalho dos agricultores, e impactando negativamente em seus lucros.

Nas regiões do sul do Brasil, por exemplo, essa escolha se torna importante porque em propriedade rurais, onde se tem aviários, granjas de suínos e propriedades voltadas à pecuária de leite são locais onde o consumo de energia é alto mensalmente. O mesmo ocorre com produtores que tem silos para secagem de arroz. Dessa forma, o investimento em energia solar acaba sendo algo com retorno rápido por conta da diminuição de luz.

Energia solar no campo funciona?

A energia solar no campo funciona da mesma forma que nas cidades. A energia é captada através de painéis fotovoltaicos, instalados na propriedade, e convertida em energia limpa e armazenada em baterias.

Importante ressaltar outra questão, e que acaba sendo uma dúvida de muitas pessoas. Na região sul, por exemplo, onde costuma chover mais em alguns períodos do ano, ou dias nublados, não precisa ficar preocupado.  Mesmo em tempo nublado, a luz passa pelas nuvens e é captada pelas placas, enviando energia para a bateria.

Lembrando também que os painéis são adequados a grandes extensões ou pequenas propriedades e duram em média 25 anos e exigem pouca manutenção. Ou seja, tanto pequenos como grande produtores rurais podem usufruir da energia. Ela acaba ajudando no trabalho, como no caso se você tem um aviário, mas também é utilizada para a casa do agricultor, tornando-se assim um ótimo custo benefício.

Por que optar pela energia solar?

Há vários motivos em optar pela energia solar. Muitos associam ao fato da diminuição da conta de luz, mas esse é apenas um dos benefícios que o produtor perceber. Ele também vai estar colaborando para uma energia mais limpa e sustentável. É porque o processo de geração de energia elétrica a partir do sol não emite gases de efeito estufa. Ou seja, o meio ambiente também agradece.

Outro fator é que pode ficar tranquilo que terá sempre energia. Não vai ficar sofrendo em função da instabilidade da falta de energia que pode comprometer uma produção que está armazenada em ambiente com temperatura.

Essa é sem dúvida uma escolha consciente. Até porque sabemos que a fonte solar é a mais democrática entre todas as fontes renováveis, já que o sol nasce para todos em qualquer lugar do país. Além disso:

  • A energia solar é renovável. Isso quer dizer que o calor do sol ainda permanecerá ativo durante alguns bilhões de ano; 
  • É uma forma limpa de produzir energia; 
  • Não são necessárias grandes áreas ou desmatamento para a sua instalação; 
  • Baixa necessidade de manutenção;

Como funciona a energia solar?

Os painéis fotovoltaicos podem ser instalados em telhados ou em solo. Para fazer isso, os técnicos fazem uma visita a propriedade e cada instalação vai depender do local. Já em relação aos custos de operação e manutenção, estes são muito baixos.

Basicamente envolvem a limpeza dos painéis no período seco de 2 a 3 vezes por ano. A questão do valor que logo preocupa a muitos, também pode não ser mais um problema. Hoje existem muitos bancos que fazem o financiamento de energia solar. Além disso, as garantias dos equipamentos de primeira linha são de 25 anos de geração, o que torna o sistema um investimento seguro e rentável.

Mesmo em momentos de crise econômica, o setor do agronegócio tem conseguido se destaca. E com as fontes fotovoltaicas é uma maneira segura e rentável de ganhar estabilidade energética e eficiência produtiva.

Há inúmeros bancos que podem ajudar se você não tem o dinheiro para pagar no momento. Afinal, são vários bancos e financeiras que oferecem linhas de crédito voltadas especialmente para o sistema de energia solar.

Entre os mais conhecidos estão: Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, Bradesco, Santander, Votorantim, Banco do Nordeste, Banco do Amazonas e Caixa Econômica, entre outros.

Normalmente os bancos trabalham com essas linhas de créditos:

  1. As taxas de juros variam de 3,5 a 7,5%.
  2. Os termos são tipicamente 12 meses a 120 meses.
  3. Os juros podem ser dedutíveis.

Então para produtores do campo, de qualquer região do Brasil, essa será uma ótima escolha que pode ajudar no rendimento de sua propriedade em diversos aspectos. A energia produzida pode ser utilizada para qualquer finalidade, como na iluminação local e em aparelhos eletrônicos, além abastecer a cerca elétrica.

Então, a energia solar pode ser produzida e utilizada para qualquer finalidade, como na iluminação local e em aparelhos eletrônicos, além abastecer a cerca elétrica, telecomunicação, bombeamento de água, irrigação, refrigeração, tanques de aeração, processo produtivo.

Não fique se preocupando com o aumento da conta de luz. Invista no sistema de energia solar. Além de diminuir os custos, vai valorizar o seu imóvel.

O primeiro passo para solicitar um orçamento para instalação dos equipamentos é procurar uma empresa especializada. Para saber mais sobre projetos de energias sustentáveis e possibilidades de linhas de financiamento não deixe de escrever. Gostou e quer receber em primeira mão mais conteúdos como esse? Cadastre-se em nossa newsletter!